Notícias

PCMG implanta vistoria eletrônica em 24 municípios do 11º Departamento


Por Detran-MG
14/09/2021 15:50:00 - Atualizado Há 3 dias

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) implantou, nesta semana, o novo sistema eletrônico de vistoria de veículos em 24 cidades pertencentes ao do 11º Departamento. Essa ferramenta, além de substituir o uso de papel, diminui a possibilidade de fraudes e erros, proporcionando mais segurança aos proprietários de veículos que buscam pelos serviços do Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG). 

A vistoria, que é obrigatória nos casos de transferência de propriedade, alteração de dados e emissão do Certificado de Registro do Veículo (CRV), consiste na avaliação do veículo, assegurando a legitimidade da propriedade, autenticidade da identificação do automotor e da documentação, além de constatar se os equipamentos estão em condições corretas e seguras para o uso.

Antes da implantação do sistema, a identificação veicular era realizada por meio do decalque das marcações de chassi e motor, extraído com uso de papel e lápis. No processo eletrônico, a avaliação é feita por meio de um aplicativo de celular com controle de localização, no qual o vistoriador inclui fotos e dados da identificação do veículo. As imagens e informações captadas são enviadas para o banco de dados do Detran-MG, com validação automática e laudo de vistoria imediato.

O armazenamento das informações por meio digital permite que todo o processo de vistoria de identificação veicular seja monitorado e auditado, bem como são emitidos laudos eletrônicos, em que é possível identificar alterações nas principais características do veículo e verificar adulteração de quilometragem, de chassi e de motor, evitando fraudes e oferecendo mais segurança ao usuário sobre a procedência do veículo.

Segundo o chefe do 11º Departamento, delegado-geral Jurandir Rodrigues, a inovação trará modernização e expertise ao processo de vistoria. “Para os usuários o  processo será mais célere e para os vistoriadores também, pois eles não precisarão  fazer uso de decalque. As imagens serão obtidas através da câmera do celular, facilitando a identificação de alterações nas principais características do veículo e simplifica na hora de verificar se existe adulteração de quilometragem, de chassi e de motor, garantindo a procedência do veículo. E o principal avanço será o acesso ao banco de dados na condução das investigações policiais”, disse.

O aporte de recursos materiais utilizados para implementar o novo sistema foi obtido através de parceria entre a PCMG e a Receita Federal em Montes Claros. Foram doados 36 aparelhos telefônicos (smartphones) que foram alocados nas Ciretrans e Gerenciadoras de Trânsito dos municípios mencionados. Os chips usados pelos vistoriadores pertencem à Polícia Civil e foram solicitados junto à Superintendência de  Informações e Inteligência Policial (SIIP).

Os municípios contemplados nessa etapa foram: Montes Claros, Mirabela, Grão Mogol, Francisco Sá, Bocaiúva, Coração de Jesus,  Janauba,  Espinosa, Mato Verde, Jaíba, Porteirinha, Monte Azul, Januária, São João da Ponte, Varzelândia, São  Francisco,Brasília de Minas, Itacarambi, Manga, Montalvânia, Taiobeiras, Rio Pardo de Minas, Salinas, São João do Paraíso,  norte do Estado.

Divulgação PCMG

 

 

-
Acompanhe o facebook e o instagram do Detran-MG! 
Assessoria de Comunicação – Detran-MG/PCMG